Djokovic soma mais uma vitória no Masters e acaba fase de grupos invencível

Fotografia: ATP World Tour

“So far, so good” para Novak Djokovic, que averbou na noite desta sexta-feira a sua terceira vitória (todas em sets diretos) em três encontros no Nitto ATP Finals 2018 para terminar invencível o Grupo Gustavo Kuerten.

Num embate que já nada decidia do ponto de vista das contas do ‘Masters’ devido ao triunfo de Alexander Zverev algumas horas antes, o número um mundial, que já havia garantido previamente a qualificação para as meias-finais pela oitava vez em 11 participações, confirmou todo o favoritismo que lhe era inerente frente a Marin Cilic, por 7-6(7) e 6-2, ao cabo de uma hora e 35 minutos.

Num dos melhores primeiros sets da edição deste ano (não só pela espetacularidade do nível de jogo como também pela incerteza e emoção do avolumar do resultado), as oportunidades foram escassas: somente Djokovic dispôs de um ponto de break, ao sexto jogo, que não conseguiu converter, o que desembocou num tiebreak que, também ele muito equilibrado, resultou em vitória do sérvio nos detalhes.

Mais desmoralizado pela perda da partida inaugural, Cilic não resistiu à grande montanha que teria de escalar para sair vencedor: depois de um primeiro jogo em que teve de salvar desde logo três oportunidades de quebra, acabou por vacilar no quinto jogo e permitiu que, a partir daí, o campeão em título de Wimbledon e US Open pudesse gerir o rumo dos acontecimentos de forma tranquila.

Encerrada a fase de grupos, é a hora do ‘mata-mata’: agora, e mais do que nunca, a margem de erro é nula e quem perder sai de cena. Amanhã, sábado, disputam-se as meias-finais da 10.ª edição da competição na 02 Arena, em Londres, com Roger Federer e Zverev a partilharem o court nunca antes das 14h, seguidos de Djokovic e Kevin Anderson nunca antes das 20h.


Total
2
Shares
Total
2
Share