Óbidos Ladies Open fica órfão de representação portuguesa

Foi mais um dia menos bom para as cores lusitanas presentes no Óbidos Ladies Open, uma vez que as três tenistas portuguesas ainda em competição (duas nos singulares e uma nos pares) foram derrotadas esta quarta-feira nos seus encontros de estreia.

Ana Filipa Santos (680.ª ITF), de 23 anos de idade e uma de três atletas nacionais galardoadas com um convite por parte da organização da prova que distribui 25.000 dólares em prémios monetários, ainda ofereceu alguma réplica no primeiro set mas a partir daí já não conseguiu resistir à qualifier francesa Lou Adler (606.ª WTA e 120.ª ITF), o que resultou num desaire cifrado nos parciais de 6-4 e 6-2.

Também a convidada Inês Teixeira, atual número 1230 ITF, não foi capaz de contrariar o ténis da qualifier Andrea Ka, do Camboja e 389.ª do ranking ITF, e despediu-se assim da eliminatória inaugural do evento leiriense por intermédio dos parciais de 6-3 e 6-3.

Já na vertente de pares, Sara Lança sucumbiu na primeira etapa. Tal como sucedeu com Francisca Jorge e Andrea Ka na jornada de ontem, também Lança e a russa Ekaterina Shalimova perderam o seu embate de estreia, por 6-1 e 6-3, contra a italiana Angelica Moratelli e a sérvia Dejana Radanovic.


Total
20
Shares
Total
20
Share