Gastão Elias foi operado ao cotovelo direito e já pensa em 2020

Gastão Elias foi esta quarta-feira operado ao cotovelo direito, uma intervenção cirúrgica que põe fim à temporada de 2019 e deixa o jogador português de 28 anos a pensar no ano de 2020.

“Tinha corpos livres dentro da articulação que me causavam muita dor quando esticava o braço mais repentinamente. Fui operado basicamente para limpar a articulação”, explicou o número 6 nacional (atual 378.º classificado no ranking ATP) à agência Lusa, já depois de ter publicado no Instagram uma fotografia a anunciar a intervenção no Hospital da CUF no Parque das Nações, em Lisboa.

O ano de 2019 foi repleto de incidentes para Gastão Elias, que entre problemas físicos na perna direita, na zona das costas e no cotovelo e a impossibilidade de ir a jogo em vários torneios Challenger devido às mudanças no ranking (entretanto anuladas) falhou vários períodos de competição nos meses de março, maio, junho, agosto e setembro.

Mais recentemente, o tenista natural da Lourinhã “estava com dores na lombar” e porque precisava de “parar umas semanas” aproveitou “para tratar do cotovelo que já me incomodava há muito”, explicou também à Lusa.

Agora, segue-se um período de recuperação e fisioterapia. Gastão Elias espera “começar a fazer exercícios para voltar a ganhar força dentro de uma semana” e quer “regressar à competição no início de janeiro. Talvez comece a jogar alguns torneios Future. A ideia é ganhar alguns pontos para entrar mais tranquilamente nos Challenger e organizar melhor o meu calendário”.

Quanto a objetivos, o ex-número 57 ATP está focado em “jogar o ano inteiro sem lesões e chegar o mais perto possível do top 100 mundial.”

Total
22
Shares
Total
22
Share