Djokovic reforça domínio sobre Nadal e empata final da ATP Cup

Os números não enganam: por muito equilíbrio que haja entre Novak Djokovic e Rafael Nadal, em piso rápido (e sobretudo nos últimos anos) é o sérvio quem domina e na manhã deste domingo a supremacia voltou a verificar-se, com o número 2 mundial a derrotar o número 1 para empatar a final da ATP Cup entre Sérvia e Espanha.

Tudo se resume ao encontro de pares, onde é (mais do que) provável que os dois melhores jogadores da atualidade voltem a estar frente a frente…

Depois da vitória de Roberto Bautista Agut no primeiro encontro do dia a Sérvia estava entre a espada e a parede. Mas Novak Djokovic não sentiu a pressão — se a sentiu, escondeu-a como ninguém — e venceu por 6-2 e 7-6(4) ao fim de 1h57.

Com oito vitórias nos últimos oito encontros disputados em superfícies rápidas frente ao seu maior rival, Djokovic mostrou que continua a ter o ascendente sobre o maiorquino na superfície (são já 19 os sets ganhos de forma consecutiva nestas condições).

Só que Rafael Nadal tem sempre uma última carta na manga e mesmo quando já tudo parecia perdido quis ter uma palavra a dizer e começou a apostar em mais subidas à rede e variações de velocidade para quebrar o ritmo do adversário. Resultou, mas só até certo ponto e no tie-break da segunda partida tudo ficou resolvido.

Divididos os pontos em singulares, Espanha e Sérvia vão ter de recorrer ao encontro de pares para decidir a primeira edição da ATP Cup. E é mais do que provável que quer Rafael Nadal (ao lado de Pablo Carreño Busta), quer Novak Djokovic (com Viktor Troicki) regressem para lutar pelo tão desejado título…

Atualizado às 11h52.


Total
12
Shares
Total
12
Share