Jaume Munar derrota Pedro Sousa e conquista o Lisboa Belém Open

Beatriz Ruivo/Lisboa Belém Open

LISBOA — Final agridoce para a quarta edição do Lisboa Belém Open: Jaume Munar levou a melhor sobre Pedro Sousa numa final entre os dois primeiros cabeças de série para ficar com o mais desejado dos troféus no primeiro torneio do ATP Challenger Tour a acontecer esta época em Portugal.

Número 112 do ranking ATP, o tenista espanhol de 23 anos derrotou o português, número 111 e de 32 anos, por 7-6(3) e 6-2 na grande final deste domingo, repetindo o triunfo que já tinha assinado há cerca de um ano e meio, na primeira ronda do ATP 500 de Barcelona.

O maiorquino, pupilo na Academia do seu mentor Rafael Nadal, entrou a todo gás: em pouco mais de 20 minutos colocou-se a liderar por 5-1, aproveitando alguns erros do número dois nacional, que sentiu sempre ter de ser o próprio a arriscar mais e a desfazer as trocas de bolas cruzadas. A partir de 2-5, com bolas novas (mais rápidas), Sousa jogou algum do seu melhor ténis para não só igualar a contenda mas liderar mesmo o marcador com 6-5, 30-30. Aí, já com as bolas “maiores” e mais pesadas, colocou uma esquerda e uma direita na rede (uma vez mais com a necessidade de ser ele a resolver o ponto, sobretudo quando este se prolongava) e o set inaugural só se decidiu no tie-break. No jogo decisivo, Munar voltou a revelar maior consistência e soube acelerar nas aberturas dadas pelo português.

Esse tie-break revelar-se-ia fulcral na história no encontro. Jaume Munar aproveitou o ascendente, usou mais top spin para empurrar Pedro Sousa para trás e quebrou logo ao segundo jogo, caminhando para o primeiro triunfo do ano sem que se sentisse que o português o pudesse alcançar no segundo parcial.

No final, a maior consistência do jovem espanhol, que cometeu apenas sete (!) erros forçados no total do encontro, acabou por lhe valer o quinto título Challenger na carreira, ele que já foi número 52 do ranking ATP.

Já o tenista da casa sucumbiu pela segunda vez em três semanas numa final da categoria e continua sem igualar o seu treinador Rui Machado como o português mais titulado no circuito secundário. A boa semana de Pedro Sousa vai valer-lhe a subida de um lugar na hierarquia (será 110 na actualização de segunda-feira).


Total
2
Shares
Total
2
Share