Chun-hsin Tseng dá a volta a Nuno Borges e conquista o Maia Open II

Sara Falcão/FPT

MAIA — À terceira foi de vez para Chun-hsin Tseng (232.º do ranking ATP): a jogar a terceira final da carreira no ATP Challenger Tour (e segunda consecutiva em Portugal), o jogador do Taipé deu a volta a Nuno Borges (210.º) e venceu o tenista português por 5-7, 7-5 e 6-2 para negar a festa maiata e conquistar o primeiro título da carreira a este nível.

Aos 20 anos, Chun-hsin Tseng (considerado por muitos como o melhor júnior da última década devido a uma época de 2018 que o viu jogar três finais de torneios do Grand Slam — venceu duas — e do Masters) conquistou o primeiro título da carreira a este nível.

Natural do Taipé, “Jason”, como gosta de ser chamado, já tinha discutido duas finais a este nível: a primeira em Praga, em julho de 2019, e a segunda na Maia, há uma semana, que perdeu para Geoffrey Blancaneaux.

Apesar da derrota, Nuno Borges despede-se da Maia com várias razões para sorrir: o maiato registou sete vitórias em singulares, que o ajudaram a garantir a estreia no top 200 ATP já na próxima segunda-feira (será o 194.º), e conquistou dois títulos de pares ao lado do amigo Francisco Cabral, estabelecendo um recorde no que diz respeito a 2021.


Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
2
Share