Del Potro ambiciona ficar na história

Numa entrevista concedida ao conceituado jornal australiano Herald Sun, o argentino Juan Martin Del Potro (número 5 mundial) refere que, caso não seja atormentado pelos problemas físicos que o vêm acompanhando nos últimos tempos, poderá ombrear com os primeiros tenistas do ranking e, inclusivamente, voltar a vencer o Open dos Estados Unidos.

“Quero fazer algo para ficar na história do ténis, como consegui em Nova Iorque [no ano de 2009]. Quero ficar nas manchetes dos jornais para o resto da minha vida”, confessa o tenista oriundo de Tandil. Ao longo da sua carreira – que já conta com 17 títulos conquistados – o número 1 argentino tem desfrutado ao máximo de cada momento pois, nesta modalidade, tudo passa muito depressa. Nas palavras de Del Potro, “podemos ganhar um torneio hoje mas, se amanhã perdermos, tudo é esquecido. As dificuldades que passei fazem-me apreciar ainda mais cada torneio”.
Nesta entrevista, Del Potro foi ainda questionado sobre a lesão que sofreu no pulso direito no Masters 1000 de Xangai, em 2009, e que o afastou da competição durante grande parte da temporada de 2010 atirando-o, deste modo, para fora do top400. Sobre este episódio, o bicampeão do então Estoril Open (agora Portugal Open) é peremptório: “Ninguém sabia o que se passava com o meu punho. Eu próprio não sabia se voltaria aos courts. Estava triste e frustrado”.
Porém, o calvário de “DelPo” conheceu o tão desejado fim devido a um médico norte-americano que conseguiu traçar um diagnóstico correcto da lesão do argentino. Após a cirurgia a que foi submetido, o argentino regressou à competição em Setembro de 2010 e, rapidamente, conseguiu voltar à tona do ténis mundial. Para a nova temporada que se aproxima a passos largos, o argentino tem confiança máxima nas suas capacidades e parte para 2014 com grandes expectativas. “Acredito muito em mim e sei que posso competir com os primeiros tenistas do ranking. Se estiver confiante e sem problemas físicos, serei um adversário difícil de derrotar”.
Recorde-se que “A Torre de Tandil” terminou a temporada de 2013 com 4 títulos conquistados (Roterdão, Washington, Tóquio e Basileia) e, recentemente, foi eleito o desportista do ano no seu país, destronando Lionel Messi (futebolista do Barcelona) que havia vencido o galardão, em 2012. 

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
0
Share