C’est fini, Simon derrotou Mathieu

Se há tenista cujo ranking atual não corresponde ao seu real valor, Paul-Henri Mathieu é seguramente um deles. O veterano tenista francês de 34 anos, que ao longo da carreira já derrotou vários nomes de peso da modalidade (Marat Safin, Carlos Moyá, Pete Sampras, Novak Djokovic), tem sofrido várias lesões durante os últimos anos, mas com muita força de vontade lá vai conseguindo manter-se à tona no circuito profissional.

O antigo número 12 mundial foi o anfitrião de Gilles Simon (18.º) nesta segunda edição do Millennium Estoril Open, naquele que foi o primeiro de dois jogos escalados para a sessão noturna desta quinta-feira. Mathieu (60.º) começou o duelo a todo o gás, tendo arrecadado o primeiro set com 6-3. Porém, após a “adaptação” de Simon na partida inaugural, o desenrolar do embate foi de encontro às expectativas, com o principal favorito ao título a carimbar a vitória com os parciais de 3-6 6-2 6-1.

Gilles Simon e Paul-Henri Mathieu não mediam forças desde a edição de 2012 do torneio de Wimbledon, sendo que o compromisso de hoje foi o primeiro da carreira de ambos realizado em torneios ATP jogados em terra batida. Apesar da derrota, Mathieu, antigo semifinalista no Jamor (2007), mantém-se na frente do confronto direto (3-2).

Na jornada de amanhã, que tem início às 13h, Gilles Simon vai defrontar o espanhol Pablo Carreño, oitavo pré-designado, nunca antes das 14h55.


Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
0
Share