Frederico Silva entra a perder, vira o duelo e alcança final em Vale do Lobo

Seria difícil pedir melhor a Frederico Silva no seu regresso aos courts pela primeira vez em mais de quatro meses. Este sábado, no Future de 15 mil dólares de Vale do Lobo, o caldense deu mais um passo em frente ao derrotar Sergio Gutierrez-Ferrol (290.º), em embate alusivo às meias-finais.

O primeiro duelo agendado para o dia de hoje ficou decidido em duas horas e 17 minutos e com os parciais de 3-6, 6-3 e 6-2 favoráveis ao tenista português, terceiro pré-designado e 360.º do ranking mundial.

Para chegar à penúltima ronda, o número 7 português havia deixado pelo caminho Paul Cayre, em três partidas, acumulando posteriormente dois triunfos expressivos frente a Erik Crepaldi (6-2 e 6-0) e Fred Gil (6-4 e 6-0).

Esta é a primeira final de Frederico Silva em solo português desde meados de julho do ano passado, quando foi derrotado por Alex De Minaur, a nova coqueluche do ténis australiano, na Póvoa de Varzim. Meses mais tarde, mas em solo estrangeiro, Silva disputou, também sem sucesso, a final do torneio de Hammamet (Tunísia).

Portugueses em bom plano

A participação portuguesa em Vale do Lobo, contudo, não se encerra no tenista português de 22 anos. Tiago Cação é um dos protagonistas da segunda meia-final, enquanto o título de pares ficará, inevitavelmente, em mãos portuguesas: Fred Gil (e o norte-americano John Paul Fruttero), Francisco Cabral & Francisco Dias são os intérpretes de um encontro que terá lugar esta tarde.


Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
2
Share