O título fica em casa: Tiago Cação e Guilherme Osório campeões de pares nas Caldas da Rainha

Tiago Cação e Guilherme Osório
É o primeiro título da ainda curta carreira de Guilherme Osório no circuito profissional.

Semana perfeita para o ténis nacional no Open Internacional das Caldas da Rainha: se de manhã Daniel Batista já tinha avançado para a sua primeira final de sempre no circuito profissional, marcando encontro com Nuno Borges, no início de tarde deste sábado Tiago Cação Guilherme Osório sagraram-se campeões de pares, garantindo que ambos os títulos ficam “em casa”.

A jogarem juntos pela terceira vez (nas anteriores tinham sido derrotados sempre à primeira), os dois tenistas portugueses derrotaram, pela terceira vez consecutiva, uma dupla pré-designada.

Se nos quartos de final tinham deixado pelo caminho os primeiros favoritos (Fred Gil e Darko Jandric) e nas meias-finais os terceiros (Gonçalo Falcão e Alexandre Tsuchiya), este sábado foi a vez de se imporem aos quartos favoritos, os franceses Samuel Bensoussan e Jerome Inzerillo, por 6-3 e 6-4.

E assim, Guilherme Osório pôde estrear-se a vencer torneios no circuito profissional e Tiago Cação voltar a erguer um troféu, ele que em março tinha ganho o Future de 25.000 dólares de Vilamoura ao lado de Francisco Cabral.

Quanto à final de singulares — que dará a Nuno Borges a oportunidade de conquistar o primeiro título do ano (depois de três finais perdidas em quatro torneios disputados) e a Daniel Batista de o fazer pela primeira vez na carreira –, está marcada para as 10h deste domingo.


Total
32
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
32
Share