Trio português derrotado nos quartos de final em Castelo Branco, mas quadro de pares vai ter campeão da casa

O quadro principal de singulares dos Internacionais de Ténis de Castelo Branco 2021 ficou esta sexta-feira sem a presença de tenistas portugueses. Nos quartos de final da prova, Duarte Vale, Francisco Cabral e Daniel Batista foram travados e não seguem para as meias-finais. No quadro de pares, porém, está garantido que pelo menos um português vai levantar o troféu.

No primeiro embate do dia no Court 1, Duarte Vale esteve muito perto de superar o brasileiro João Lucas Reis da Silva, 532.º no ranking ATP e quarto cabeça de série em Castelo Branco. O tenista português liderou por 4-2 no terceiro set, mas permitiu a reviravolta ao adversário e cedeu, ao fim de três horas e 11 minutos, pelos parciais de 6-7[4], 6-4 e 7-5.

Logo a seguir ao desaire de Duarte Vale, também Francisco Cabral se despediu da prova. O tenista de 24 anos foi derrotado em dois sets pelo italiano Luca Giacomini (652.º), oitavo pré-designado. No primeiro parcial, Cabral ainda chegou a ter um break de vantagem, mas não conseguiu levar a sua avante e na segunda partida já andou sempre atrás do resultado. Ao fim de uma hora e 40 minutos, o número 969 mundial perdeu por 6-4 e 6-4.

Com Vale e Cabral de fora, coube a Daniel Batista tentar manter um tenista da casa em prova. O português defrontou o qualifier Clement Chidekh, 829.º no ranking ATP, e não conseguiu discutir o encontro. Batista acabou derrotado por 6-1 e 6-4, em uma hora e 16 minutos, num embate onde andou sempre a correr atrás do prejuízo.

Também para as meias-finais segue o brasileiro Gilbert Klier Júnior, 664.º na hierarquia mundial. O tenista de 21 anos venceu o japonês Sho Shimabukuro, 482.º e segundo cabeça de série, por 7-6[4] e 6-3.

Nos pares, o dia foi muito positivo para as cores lusas. Francisco Cabral e Gonçalo Falcão, primeiros cabeças de série, superaram Luca Giacomini e Jean Thirouin por 6-1 e 6-4 e apuraram-se para a final. A dupla portuguesa vai defrontar o par composto por Fábio Coelho e o brasileiro Natan Rodrigues, que derrotaram Takuto Niki e Naoki Tajima por 7-6[5] e 6-2. Assim, pelo menos um português vai garantidamente erguer o troféu de pares em Castelo Branco.


Total
80
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
80
Share