Seleção portuguesa sagra-se vice-campeã mundial de veteranos +35

A seleção nacional masculina de +35 anos composta por Fred Gil, José Ricardo Nunes, Gonçalo Pereira e João Guerra sagrou-se, esta quinta-feira, vice-campeã mundial do primeiro escalão do circuito de veteranos, ao perder por 2-1 com a França na grande final em Umag, na Croácia.

Liderada pelo finalista do Estoril Open 2010, que é o atual campeão nacional de veteranos do escalão, a equipa portuguesa estreou-se na competição com duas vitórias nos três encontros da fase de grupos: 3-0 contra a Eslovénia, 3-0 frente à Índia e, a terminar, um 1-2 perante a Ucrânia que não impediu o primeiro lugar na classificação final do Grupo D.

No primeiro dia, Portugal derrotou a Eslovénia por 3-0, com José Ricardo Nunes a levar a melhor contra Rok Ursic por 7-5 e 6-4, Fred Gil a superar Matjaz Jurman por 6-2 e 6-3 e, no par, João Guerra e Gonçalo Pereira a vencerem Klemen Kadivnik e Niko Popovic por 7-6(3) e 7-5.

Depois, a seleção nacional aplicou o mesmo resultado à Índia, com triunfos de Gonçalo Pereira (6-0 e 6-0 a Manish Kulhary), José Ricardo Nunes (6-0 e 6-1 contra Riyaz Ahmed) e João Guerra/Gonçalo Pereira (6-0 e 6- contra Riyaz Ahmed e Manish Kulhary).

A fechar a fase de grupos, Portugal não conseguiu fazer o pleno e perdeu por 2-1 com a Ucrânia: no primeiro singular, José Ricardo Nunes cedeu por 7-6(5) e 7-5 para Andriy Liakhovych, mas Fred Gil igualou o confronto ao derrotar Viacheslav Siedoplatov por 6-3 e 6-2 antes de, no par, a equipa de leste voltar a levar a melhor, com Oleksandr Agafonov e Viacheslav Siedoplatov a imporem 6-2 e 6-2 a João Guerra e Gonçalo Pereira.

O desaire não impediu a equipa portuguesa de seguir em frente e no primeiro lugar, pelo que na quarta-feira a seleção portuguesa enfrentou e venceu a Espanha nas meias-finais: depois de José Ricardo Nunes perder por 6-0 e 6-0 com Ignasi Villacampa, Fred Gil superou Pedro Salas Lozano por 7-6(3) e 6-4 e, no par, alinhou ao lado de Gonçalo Pereira para vencer Narcis Pelach-Torres e Ignasi Villacampa por 6-4 e 7-5.

No derradeiro confronto, a seleção nacional portuguesa não conseguiu resistir ao favoritismo da França e perdeu os dois encontros de singulares: José Ricardo Nunes cedeu por 6-2 e 6-1 contra Florian Reynet e Fred Gil perdeu por 6-0 e 6-3 perante Vincent Stouff, com o conjunto gaulês a abdicar da realização do encontro de pares. Desta forma, Portugal terminou a participação no Campeonato do Mundo por equipas no segundo lugar.


Total
344
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
344
Share