Hurkacz ergue troféu em Metz e mantém aproveitamento total em finais ATP

Corinne Dubreuil

O polaco Hubert Hurkacz continua sem saber o que é perder em finais ATP. Ao quarto troféu de singulares que disputou, o número 13 mundial voltou a ser feliz e derrotou o espanhol Pablo Carreño Busta (16.º ATP) por 7-6[2] e 6-3 para conquistar o ATP 250 de Metz.

Hurkacz, que atingiu a final com vitórias sempre em dois sets frente a Lucas PouilleAndy Murray Peter Gojowczyk, repetiu a receita no encontro do título. O primeiro cabeça de série esteve com uma desvantagem de um break na primeira partida, mas recuperou da mesma e venceu seis pontos consecutivos para fechar o set no tiebreak.

No arranque da segunda partida, Hurkacz quebrou o serviço a Carreño Busta no jogo inaugural, mas o tenista espanhol respondeu de imediato e manteve-se na discussão do encontro. Contudo, a ponta final de encontro do polaco foi mais forte e este venceu os últimos quatro jogos de forma consecutiva para selar o triunfo em uma hora e 22 minutos.

As finais disputadas por Hubert Hurkacz ao nível ATP:

[table id=102 /]

Em termos de ranking ATP, a vitória de Hubert Hurkacz em Metz vale-lhe a subida ao 12.º lugar na atualização desta segunda-feira, ao passo que Carreño Busta vai manter-se na 16.ª posição. Agora com quatro títulos ATP no currículo, o troféu em Metz destaca-se por ser o primeiro que o tenista de 24 anos conquista fora dos Estados Unidos (venceu em Winston-Salem, Delray Beach e Miami anteriormente).

No torneio de pares, Hubert Hurkacz completou a dobradinha. O polaco, em parceria com Jan Zielinski, derrotou os franceses Hugo Nys Arthur Rinderknech por 7-5 e 6-3 na grande final.


Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
0
Share