Andrea Pellegrino confirma renascimento e chega à final do Del Monte Lisboa Belém Open

Beatriz Ruivo/Del Monte Lisboa Belém Open

LISBOA — Quem espera sempre alcança e Andrea Pellegrino (258 do ranking ATP), depois da espiral negativa de resultados posterior ao primeiro título da carreira no ATP Challenger Tour, renasceu em Lisboa e este sábado avançou para a final do Del Monte Lisboa Belém Open ao beneficiar da desistência de Andrej Martin (122.º e quarto cabeça de série) devido a uma lesão abdominal quando já liderava por 7-6(5) e 1-0.

Foi um desfecho triste, sobretudo depois de um primeiro set equilibrado e interessante, com longas trocas de bola e dois breaks para cada um dos tenistas. Aliás, Pellegrino consentiu uma quebra de serviço quando serviu para fechar o parcial, mas foi mais forte no tie-break (onde recuperou de mini-break abaixo). No total, o set durou mais de uma hora e foi exigente fisicamente, com os dois jogadores com padrões de jogo semelhantes (direita potente e bem mais forte do que a esquerda).

Já durante esse longo parcial se sentiu que Andrej Martin não estava nas melhores condições e apontava para a zona abdominal com algum esgar de dor. Durante o primeiro set sofreu mesmo assistência médica e foi já durante o segundo parcial, quando tentava igualar, que o eslovaco abandonou o embate.

Andrea Pellegrino carimba, assim, a segunda final da carreira e do ano no ATP Challenger Tour (venceu em Roma, em Abril), ele que chegou ao CIF numa série de 12 derrotas consecutivas. Na grande final deste domingo, o italiano defronta ou Hugo Gaston (terceiro pré-designado) ou Dmitry Popko (oitavo favorito) em busca da cereja no topo do bolo depois da fase negativa.


Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
2
Share