Beatriz Haddad Maia transforma a sorte em sucesso e chega aos “oitavos” em Indian Wells

Beatriz Haddad Maia não sabia quando, mas tinha a certeza de que apenas se tratava de uma questão de tempo até consumar o regresso ao top 100 do ranking WTA e esse regresso foi garantido na madrugada desta terça-feira, em que a brasileira derrotou Karolina Pliskova para somar a melhor vitória da carreira e chegar aos oitavos de final do prestigiado torneio de Indian Wells, nos EUA.

Derrotada por Usue Maitane Arconada (182.ª) na segunda ronda do qualifying, Beatriz Haddad Maia aproveitou a desistência de Nadia Podoroska para entrar no quadro principal como lucky loser — diretamente para a segunda ronda — e depois de superar Mayar Sherif por 6-3 e 6-0 venceu a checa, número três mundial, por 6-3 e 7-5, para se tornar na primeira mulher brasileira a superar uma adversária do top 3 desde o começo da Era Open, em 1968.

Outrora 58.ª do mundo, Beatriz Haddad Maia ocupava o 242.º lugar na hierarquia WTA quando falou com o Raquetc depois de várias semanas de sucesso em Portugal. “Sei que vou voltar a ser top 100, só não sei é quando”, afirmou após uma derrota no CETO, em Oeiras. Desde aí passaram-se apenas seis meses — o tempo suficiente para a jogadora natural de São Paulo subir cerca de 150 posições e garantir o regresso à elite do circuito feminino.

Apurada para a quarta ronda (ou oitavos de final) de Indian Wells, Beatriz Haddad Maia vai encontrar Anett Kontaveit, da Estónia, que derrotou a campeã em título Bianca Andreescu na noite de segunda-feira.


Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
2
Share