Diogo Morais volta a vencer e é o último português em competição em Vigo

Beatriz Ruivo/FPT

A comitiva portuguesa no ITF J2 de Vigo ficou esta terça-feira reduzida a apenas um elemento: Diogo Morais. Depois de ter ultrapassado a fase de qualificação, o português estreou-se a vencer no quadro principal e foi o único tenista luso a saborear a vitória nos singulares na jornada de hoje.

Num embate muito equilibrado frente ao britânico Luca Pow, Morais precisou de três parciais para consumar o apuramento para a segunda ronda. O tenista de 17 anos venceu por 7-6[3], 4-6 e 6-2 e tem agora encontro marcado com o francês Arthur Gea, frente ao qual vai procurar a quinta vitória consecutiva em Vigo. Nos pares, Morais teve menos sorte e foi afastado na primeira ronda, ao lado do helvético Alexander Orlov. O par luso-suíço perdeu por 6-4, 1-6 e 10-8 para o marroquino Hamza El Amine e o suíço Sam Kydd Baumgartner.

Ainda no quadro masculino, Tiago Pereira não teve a estreia que desejava. O tenista luso ainda foi capaz de empurrar o embate frente ao espanhol Martin Landaluce para o terceiro set, mas acabou mesmo derrotado por 6-1, 3-6 e 6-4. Para além disso, Pereira foi ainda afastado do quadro de pares, onde jogou ao lado do lituano Vilius Gaubas. O par luso-lituano perdeu por 4-6, 6-3 e 10-4 frente aos belgas Gilles Arnaud Bailly e Alessio Basile, quartos melhores cotados.

No quadro feminino, Mafalda Guedes nada pôde fazer para impedir o desaire diante da espanhola Carolina Gomez, número 207 mundial em juniores. A portuguesa, que tinha ultrapassado o qualifying, cedeu por 6-1 e 6-0. Também derrotada foi Matilde Morais, que caiu perante a eslovaca Nina Vargova com os parciais de 6-4 e 7-6[4]. Mais tarde, Morais e Guedes uniram esforços nos pares, mas também aí ficaram pelo caminho. As tenistas lusas defrontaram as primeiras cabeças de série, a russa Mirra Andreeva e a belga Hanne Vandewinkel, e cederam por 2-6, 7-6[3] e 11-9.

O dia também não foi positivo para Maria Santos. A jovem portuguesa foi derrotada na primeira ronda de singulares pela irlandesa Celine Simunyu. Num embate onde demorou a entrar no encontro, a tenista lusa já não foi a tempo de recuperar da desvantagem e cedeu por 6-1 e 7-5.


Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
2
Share