Djokovic volta a vencer em Paris e garante 71.ª meia-final em Masters 1000

O sérvio Novak Djokovic apurou-se esta sexta-feira para as meias-finais do Masters 1000 de Paris-Bercy. Em busca de um sexto título na capital francesa, o líder do ranking mundial bateu o norte-americano Taylor Fritz (26.º ATP) por 6-4 e 6-3.

Apesar da vitória em dois sets, nem tudo foi um mar de rosas para o número um mundial. Djokovic fez o primeiro break no segundo jogo, mas Fritz devolveu de imediato a gentileza.

Na reta final do set, o sérvio voltou a avançar para a quebra de serviço e chegou ao 5-3, que lhe permitiu servir para a conquista do parcial. Porém, Fritz voltou a mostrar resistência e não descolou no marcador, uma vez que fez o contra-break pela segunda vez no encontro. Ainda assim, o esforço do norte-americano foi inglório, já que cedeu o serviço pela terceira vez logo de seguida e entregou o parcial.

Em desvantagem, mas a mostrar argumentos para incomodar Djokovic, Taylor Fritz teve um bom arranque no segundo set na medida em que fez o break logo a abrir. Porém, Djokovic usou a fórmula do adversário, isto é, devolveu de imediato a quebra de serviço. O sérvio eliminou depois dois break points para fazer o 2-1 e foi eficaz quando a oportunidade surgiu. No sexto jogo, Djokovic teve break points e aproveitou para conseguir a quebra de serviço que lhe conferiu a vitória.

O triunfo desta tarde deixa Novak Djokovic com um registo impressionante frente a tenistas norte-americanos, já que o líder do ranking venceu os 22 embates que disputou contra tenistas dos Estados Unidos desde o início de 2017. Na luta por mais uma final em Paris, o tenista de Belgrado defronta agora o polaco Hubert Hurkacz (10.º ATP).


Total
8
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
8
Share