Djokovic entra a vencer no ATP Finals e beija troféu de número 1

Cinco vezes campeão, Novak Djokovic entrou esta segunda-feira com o pé direito na primeira edição do Nitto ATP Finals em Turim ao derrotar o estreante Casper Ruud por 7-6(4) e 6-4. No final, o tenista de Belgrado recebeu e beijou o troféu de número um mundial que lhe permitiu superar o recorde do seu ídolo, Pete Sampras, e tornar-se no homem que mais vezes (7) terminou uma época na liderança do ranking. Agora tem os olhos noutro recorde.

Principal candidato à vitória na cimeira que reúne os melhores jogadores do ano, o recém-campeão do ATP Masters 1000 de Paris não entrou em Turim com o pé direito, visto que sofreu uma quebra de serviço logo no jogo inaugural. Mas Djokovic foi rápido a recuperar dos “estragos” causados pelo norueguês e conseguiu levar a decisão do primeiro parcial para o tie-break, onde acabou por levar a melhor nos pequenos detalhes.

Tomadas as rédeas do encontro, Djokovic não deixou fugir o ascendente e colocou-se a comandar o segundo parcial sem grandes demoras. O sérvio quebrou o serviço de Ruud na primeira oportunidade de que dispôs e numa fase mais adiantada repetiu a dose para fixar o resultado final ao fim de hora e meia de jogo.

À noite, a partir das 20 horas de Portugal Continental, será a vez de Stefanos Tsitsipas (campeão em 2019) medir forças com o russo Andrey Rublev no duelo que colocará um ponto final na jornada inaugural do Grupo Verde.

Já com o troféu de número um mundial na bagagem, Novak Djokovic aponta a mira a outro: o de campeão do ATP Finals que lhe permitiria igualar o recorde de títulos (seis) de Roger Federer nesta competição.


Total
6
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
6
Share