Tsitsipas falhou compromisso de singulares na ATP Cup mas voltou para vencer nos pares

Stefanos Tsitsipas é o único nome de relevo do conjunto helénico na ATP Cup mas a sua estreia em Sidnei não correu de feição: o número um do país e quatro do Mundo prendeu as atenções ao fazer-se mostrar com o cotovelo direito protegido, desistiu do encontro de singulares e, quando o desaire frente à Polónia já estava confirmado, regressou para se testar – e vencer – nos pares.

Enquanto Michail Pervolarakis (399.º) e Kamil Majchrzak (117.º) disputavam o primeiro embate (que resultou numa vitória dilatada do segundo), o contributo de Stefanos Tsitsipas era alvo de todas as dúvidas. Certo é que, pouco depois, o ateniense anunciou a desistência e entregou as responsabilidades ao compatriota Aristotelis Thanos (1076.º), que esteve longe de complicar a tarefa de Hubert Hurkacz (9.º) e cedeu em apenas 53 minutos por 6-1 e 6-2.

As contas da primeira aparição grega nesta edição da ATP Cup já estavam definidas e o duelo de pares assumiu um papel secundário e meramente para cumprir a ordem de jogos para o dia de abertura. Inesperadamente, foi aí que Stefanos Tsitsipas pisou o court para, ao lado de Michail Pervolarakis, testar o estado do cotovelo direito e alcançar a vitória diante de Hubert Hurkacz e Jan Zielinski, na forma de 6-4 5-7 e 10-8.

Agora com a preocupação de evitar a eliminação da ATP Cup, a comitiva grega vai voltar à ação na próxima segunda-feira e a participação de Stefanos Tsitsipas é uma incógnita, porém essencial para almejar a glória diante da Argentina e sonhar com o apuramento.


Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
2
Share