Lágrimas, mas de alegria: Swiatek alcança quartos de final do Australian Open pela primeira vez

A polaca Iga Swiatek apurou-se esta segunda-feira para os quartos de final do Australian Open. A número nove mundial esteve em desvantagem diante da romena Sorana Cirstea (38.ª WTA), mas deu a volta a um encontro bem disputado de parte a parte e triunfou por 5-7, 6-3 e 6-3. No final, não conteve as lágrimas de alegria perante o alcançar de um novo melhor registo em Melbourne Park.

O embate começou logo com Cirstea ao ataque e a conseguir o primeiro break no jogo inaugural. A tenista de 31 anos ainda teve mais um break point para fazer o 3-0, mas Swiatek conseguiu sair por cima e entrou no marcador. No jogo seguinte, a jovem polaca descobriu três oportunidades para recuperar o break, mas não converteu.

A vantagem de Cirstea durou praticamente todo o parcial, mas Swiatek ainda teve uma resposta para dar. Ao oitavo jogo, a polaca conseguiu finalmente a quebra de serviço e, pouco depois, teve o primeiro set point quando Cirstea servia a 4-5. A tenista de 20 anos não capitalizou e no jogo seguinte acabou por sofrer o break decisivo, que permitiu depois a Cirstea fechar o set com um jogo de serviço em branco.

Os papéis inverteram-se no arranque do segundo parcial, com Swiatek a ser desta feita a primeira a chegar à quebra de serviço. Apesar disso, a vantagem da campeã da edição de 2020 de Roland-Garros não durou muito tempo, já que Cirstea fez o contra-break. Persistente, Swiatek voltou à carga e conseguiu uma nova quebra de serviço no sexto jogo, desta vez para não mais perder essa vantagem.

O terceiro set foi incerto até ao final, mas acabou por cair para o lado da jovem de 20 anos. Depois de confirmar um jogo de serviço importante, ao salvar quatro break points para fazer o 2-2, Swiatek quebrou o serviço de Cirstea e parecia ter tudo bem encaminhado. Ainda assim, a romena respondeu de imediato com o contra-break, mas Swiatek voltou também a quebrar-lhe o serviço de seguida. A vencer por 4-3, a mais jovem das duas conseguiu confirmar o jogo de serviço seguinte e colocou a pressão toda do lado da mais experiente Cirstea, que não conseguiu impedir um terceiro break sofrido, desta feita a custar o encontro.

Depois de um título em Roland-Garros em 2020 e dos quartos de final em 2021, Iga Swiatek está pela terceira vez na carreira nos quartos de final de um Grand Slam. É a primeira vez que a polaca consegue alcançar esta eliminatória num Major que não aquele que se disputa na terra batida de Paris. Nos ‘quartos’, Swiatek aguarda pela segunda cabeça de série, Aryna Sabalenka (2.ª WTA), ou pela estónia Kaia Kanepi (115.ª WTA).


Total
4
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
4
Share