Medvedev impressionado: “Pensei que ele ia ficar cansado, mas ainda ganhou o jogo”

O russo Daniil Medvedev viu escapar-lhe por entre os dedos a oportunidade de conquistar um segundo título do Grand Slam. O número dois mundial não conseguiu conter uma reviravolta épica de Rafael Nadal em mais de cinco horas e 30 minutos de encontro.

No final do embate, durante a cerimónia de entrega de prémios, o tenista russo não escondeu a tristeza, mas mostrou-se impressionado com o nível que o maiorquino colocou em jogo. “É difícil falar depois de 5h30 e de uma derrota, mas quero felicitar o Rafa. Fiquei impressionado com o que ele fez hoje. Durante o jogo, claro, tentei apenas jogar ténis, mas depois do jogo perguntei-lhe se não estava cansado. Foi de loucos”, começou por dizer.

“O nível foi muito alto, ele subiu o nível dele ao fim de dois sets para chegar ao 21.º Grand Slam. Pensei que ele ia ficar cansado, se calhar até ficou um pouco, mas ainda ganhou o jogo. É um campeão incrível. Vocês [o “Big 3”] ainda têm uma grande rivalidade, ainda não acabou. Parabéns, foi inacreditável, e parabéns à equipa dele também”, acrescentou.

Na hora dos agradecimentos, Medvedev dirigiu-se primeiro aos dois amigos que o acompanharam durante a prova e que foram presença assídua no seu camarote: “Depois quero agradecer às duas pessoas no meu camarote, que estiveram aqui a semana toda. Obrigado por partilharem este momento difícil comigo. Tentámos o nosso melhor e espero que tenhamos ainda mais invernos por chegar”.

O tenista russo mencionou também a esposa, que normalmente também o acompanha, e mostrou também algum sentido de humor. “Normalmente a minha esposa está no camarote, mas acho que provavelmente a televisão está destruída neste momento. Ela é o meu maior apoio e quero agradecer-lhe também, bem como à minha equipa”, disse. Os agradecimentos estenderam-se depois à família e Medvedev fez uma promessa: “Vou tentar ser melhor na próxima vez”.

Por último, o russo dirigiu umas palavras à Tennis Australia e, sobretudo, a Craig Tiley, diretor do torneio que teve de gerir a situação polémica de Novak Djokovic antes do arranque da competição. “Quero agradecer à Tennis Australia, especialmente ao Craig [Tiley]. Ser diretor de um torneio de ténis é um trabalho difícil e, não sei, o Craig poderá dizer, se este ano não foi o mais difícil da carreira dele. Penso que ele é um diretor de torneio fantástico e espero que esteja cá nos dez, 15 anos que eu esteja por cá”, disse Medvedev.


Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
2
Share