Francisco Cabral garante estreia no top 100 de pares: “É excelente, mas eu quero mais”

Millennium Estoril Open

ESTORIL – O triunfo conseguido ao lado de Nuno Borges nos quartos de final do quadro de pares do Millennium Estoril Open não só permitiu a Francisco Cabral alcançar as ‘meias’ na participação de estreia no ATP Tour, mas também o elevou ao lote dos 100 melhores classificados da variante. Mas o portuense, que é o oito nome português a conseguir tal feito, salienta que tem nível para mais.

“Parece-me excelente, mas eu quero mais. Estamos a jogar o nosso primeiro torneio ATP, existem muitos pontos em jogo e cada vitória em vez de me catapultar para o top 100, se calhar é top 90 ou 80 a seguir. Não estou muito focado no top 100 porque acho que temos capacidades para mais”, sublinho Francisco Cabral nas declarações logo após o sucesso.

Confirmada a festa de estreia no top 100 mundial já na próxima segunda-feira, Francisco Cabral é o oitavo jogador português a entrar nesse leque, depois de João Cunha e Silva (72.º), Nuno Marques (58.º), Emanuel Couto (95.º), Leonardo Tavares (95.º), Bernardo Mota (96.º), João Sousa (26.º) e Gonçalo Oliveira (77.º).

Ainda com aspirações de completar uma estreia de sonho ao mais alto nível com o título de campeão, Francisco Cabral volta a colocar a bandeira portuguesa na grelha dos 100 melhores classificados da variante oito meses depois da saída de Gonçalo Oliveira. Ocupa virtualmente a 99.ª posição da tabela – Nuno Borges é 117.º cotado e também pode estrear-se no lote dos melhores esta semana -, valendo o acesso à final uma subida provisória ao top 90 e o título de campeão a ascensão a estreia no top 80.


Total
32
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
32
Share