Matilde Jorge consegue uma das melhores vitórias da carreira e junta-se à irmã nos “quartos” em Itália

Após a vitória da irmã, Francisca Jorge, esta quinta-feira, foi a vez de Matilde Jorge (810.ª) entrar em campo e conseguir uma das melhores vitórias da carreira, rumo aos quartos de final do ITF de 25.000 dólares em Santa Margherita di Pula, Itália.

Se na semana passada tinha caído, exatamente nesta fase, às mãos da sua irmã, desta feita a vimaranense, número três nacional, ultrapassou a italiana Lisa Pigato (400.ª e oitava cabeça de série) em duas partidas, por 6-1 e 7-5.

O encontro desta quinta-feira, entre duas jovens de 18 anos, foi de verdadeiros extremos, já que se o primeiro set foi de sentido único para Matilde Jorge, no segundo o ímpeto alterou-se, com Pigato a conseguir manter o serviço, após uma troca de breaks, para se adiantar por 5-2. Mas a partir daí tudo mudou e a tenista portuguesa demonstrou uma determinação acentuada que lhe permitiu conquistar os últimos cinco jogos do set, dois deles no serviço da italiana, que se revelou impotente perante o melhor nível de jogo da adversária.

A vitória alcançada em Santa Margherita di Pula traduz-se numa das melhores da jovem carreira de Matilde Jorge e permitiu-lhe igualar o resultado obtido no Porto Open de 2021. Para ir um passo mais longe e estrear-se em meias-finais, a jovem do Centro de Alto Rendimento da Federação Portuguesa de Ténis terá de passar pela francesa Lucie Nguyen Tan (614.ª), curiosamente mais uma jovem de 18 anos.


Total
22
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
22
Share