Pedro Sousa falha acesso ao quadro principal de Roland-Garros

Sara Falcão/FPT

À semelhança do que acontecera em 2012 e 2017, Pedro Sousa (287.º) voltou a ficar à beira de ‘furar’ a fase de qualificação de Roland-Garros. O sonho de marcar presença no quadro principal do Major gaulês voltou a ficar adiado, desta feita através do desaire por 7-5 e 6-2 diante do australiano Jason Kubler (161.º), ao cabo de 81 minutos.

O início da partida foi favorável a Kubler, que logo com duas quebras consecutivas conseguiu distanciar-se de Sousa. Mas o jogador luso respondeu da melhor forma possível para pouco depois restabelecer a igualdade. Mais tarde, foi novamente o jogador dos antípodas a afirmar-se com um novo break, que o conduziu à vitória no primeiro parcial.

Pedro Sousa foi incapaz de manter o ritmo no segundo set e foi logo no arranque que sofreu a quebra no jogo de serviço. Sem grandes argumentos para alterar o rumo do encontro, o lisboeta ainda viu o fosso dilatar-se e Jason Kubler efetuou um novo break para mais tarde selar o triunfo ao quarto match point.

Desfeita a possibilidade de avançar para o quadro principal de Roland-Garros, Pedro Sousa deixa a representação portuguesa na variante de singulares a cargo de João Sousa – diretamente apurado – e de Nuno Borges, que esta manhã ultrapassou a fase de qualificação na sua estreia em torneios do Grand Slam.


Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
2
Share