Rafael Nadal regressa a Paris com triunfo autoritário e alcança registo histórico

Recordista de Roland-Garros com 13 títulos somados na terra batida parisiense, Rafael Nadal regressou esta segunda-feira a “casa” e foi em grande ritmo que ultrapassou o primeiro obstáculo. À procura de vingar a eliminação nas meias-finais da edição passada, o maiorquino deu o primeiro passo com uma vitória esclarecedora diante de Jordan Thompson (82.º), por 6-2, 6-2 e 6-2.

Nadal, cujo estado físico na chegada a Paris era colocado em dúvida após a atormentada passagem por Roma, não apresentou motivos para alarme e de forma bastante segura alcançou o triunfo de estreia no Major gaulês, ao fim de pouco mais de duas horas e com dois breaks aplicados nos dois primeiros parciais e três no último.

Quase em uníssono, também Corentin Moutet (139.º) gritava ‘vitória’ em Roland-Garros e despedaçaria as aspirações de um duelo entre campeões na segunda ronda: a figura da casa deslumbrou perante o seu público e vai marcar duelo com Rafael Nadal na próxima missão após suplantar Stan Wawrinka (264.º) por 2-6, 6-3, 7-6 (2) e 6-3.

O primeiro êxito de Rafael Nadal na 126.ª edição do histórico torneio francês é também sinónimo de um novo registo histórico a entrar para o palmarés do maiorquino: com 106 triunfos somados em Roland-Garros, ultrapassa o recorde de Roger Federer (105) em Wimbledon e assume-se como o homem com mais vitórias num único torneio do Grand Slam.


Total
18
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
18
Share