Iga Swiatek arrasa e reconquista Roland-Garros com 35.ª vitória consecutiva

Iga Swiatek chegou a Paris como grande favorita e saiu como grande campeã: este sábado, a número um mundial venceu Coco Gauff por claros 6-1 e 6-3 para conquistar Roland-Garros pela segunda vez nos últimos três anos, uma conquista que lhe permitiu celebrar a 35.ª vitória consecutiva e erguer um sexto troféu de campeã em 2022 — todos nos últimos seis torneios que disputou.

A dominar o ténis como nenhum outro atleta tem dominado outro desporto este ano, a polaca, que celebrou o 21.º aniversário esta semana, fez uso da experiência e aproveitou o nervosismo (que resultou em demasiados erros não forçados) da adversária, três anos mais jovem, para triunfar em apenas 68 minutos.

Foi um duelo curto, dominado pela favorita à exceção dos primeiros dois jogos do segundo set, nos quais Gauff pôs de lado as emoções de estar a disputar pela primeira vez a final de um torneio do Grand Slam — foi a tenista mais jovem desde Maria Sharapova, em Wimbledon 2004. Mas depois regressou Swiatek, a invencível, que por estes dias mesmo antes de entrar em court já está a vencer qualquer adversária e que este sábado voltou a dar provas da forma em que está e que lhe permitiu igualar Venus Williams com a melhor série de vitórias do circuito feminino desde o início do século.

Com 47 encontros realizados em 2022, Iga Swiatek regista 44 vitórias e o troféu erguido este sábado, no Court Philippe-Chatrier, foi o sexto do ano, depois dos WTA 1000 de Doha, Indian Wells, Miami e Roma, com o WTA 500 de Estugarda pelo meio.

Desde que perdeu a primeira final da carreira ao mais alto nível, em 2019 para Polona Hercog em Lugano, a polaca não só não voltou a perder uma decisão, como não voltou a ceder qualquer partida.

Total
26
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Total
26
Share