Kaichi Uchida surpreende Facundo Bagnis e é o primeiro finalista do Oeiras Open 3

Ana Pereira/FPT

OEIRAS – Facundo Bagnis (110 do ranking ATP e antigo 55.º) não conseguiu confirmar o favoritismo ao título do Oeiras Open 3 e cedeu por 7-5 e 7-6(4) perante o japonês Kaichi Uchida (258.º e sexto cabeça de série), que assim garante o primeiro bilhete para a final deste domingo.

O argentino é um dos jogadores com maior currículo no circuito Challenger (15 títulos e 12 finais perdidas, três das quais em Portugal) e a diferença para Uchida é avassaladora (o nipónico tem um título, conquistado em Dezembro no Rio de Janeiro, em hard courts), pelo que o segundo cabeça de série entrou no Court Central do Complexo de Ténis do Jamor com tremenda dose de favoritismo.

E o certo é que tudo pareceu bem encaminhado para Facundo Bagnis repetir um encontro decisivo no Jamor (às finais do Braga Open e do CIF em 2019, junta-se a final do Challenger 125, neste mesmo palco, há pouco mais de um ano). A 5-4 no set inaugural, Bagnis beneficiou dos primeiros pontos de break do embate, que eram simultaneamente set points. E se no primeiro não pôde fazer muito mais perante o forte serviço de Uchida (uma das armas marcantes do duelo), nos dois seguintes foi o tenista das pampas, habitualmente mais sólido do fundo do court, a cometer erros.

Já se sabe, como diz o ditado popular, que ‘quem não mata morre’ e o experiente tenista de 32 pagou a fatura do desperdício, já que foi quebrado no jogo seguinte, fruto da maior agressividade de Uchida. A partir desse momento e da derrota no parcial de abertura, Bagnis pareceu cabisbaixo, irritado com muita coisa e sem a motivação certa para inverter a desvantagem. Aproveitou o mais novo (27 anos), mais afoito nos momentos-chave do compromisso (não cedeu o serviço, salvando seis pontos de break).

Apurado para a segunda final da carreira no circuito secundário – e terceira em Portugal, após os títulos ITF em Vale do Lobo e Loulé em 2021 – depois da segunda maior vitória da carreira no que diz respeito ao ranking do opositor, Kaichi Uchida fica agora à espera do desfecho da segunda meia-final, entre Nicolas Jarry (terceiro cabeça de serie e ex-top 40) e Kimmer Coppejans (ex-97.º), para saber quem defronta num dos encontros mais importantes da carreira.


Total
16
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
16
Share