Kaichi Uchida sem dúvidas: “Este título é o mais especial”

Ana Pereira/FPT

OEIRAS – Chegou ao Complexo de Ténis do Jamor como um especialista em pisos mais rápidos, mas sempre a dizer que gostava dos courts lentos em Portugal. Uma semana depois, Kaichi Uchida sai do Jamor com o segundo título no ATP Challenger Tour no palmarés e o primeiro no pó de tijolo, algo que não fazia parte das contas do japonês, que assim fica com um lugar praticamente assegurado no primeiro Grand Slam da carreira, o Open dos Estados Unidos.

“Este é o título mais especial por ser em terra batida. E como não esperava, estou muito feliz. Foi uma grande semana, derrotei grandes jogadores”, enalteceu o sempre tímido e pouco expressivo Kaichi Uchida na sala de conferências de imprensa, no final da cerimónia protocolar de entrega de prémios do Oeiras Open 3.

Tentar arrancar palavras ao japonês é uma tarefa mais complicada do que o derrotar em court, mas o atual 258 da hierarquia masculina – vai ficar muito próximo do top 200 nesta segunda-feira – não fica indiferente quando se fala, uma vez mais, do quão bem se sente a jogar em Portugal. “Sou um jogador diferente aqui, sinto-me muito confortável e gosto dos courts, referiu, após arrecadar o terceiro título em solo nacional, meses depois dos ITFs de Vale do Lobo e Loulé, na temporada passada.


Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
2
Share