Osaka regressa à competição dois meses depois com triunfo em três sets em San Jose

A lesão sofrida no tendão de Aquiles sofrida ainda na temporada de terra batida impediu Naomi Osaka (41.ª) de competir em Wimbledon mas o pior parece já ter ficado para trás e a nipónica anotou esta madrugada a vitória que marcou o regresso à competição já de olho no ataque ao US Open. A antiga líder do ranking mundial não teve tarefa fácil na estreia no WTA 500 de San Jose e foi só ao fim de mais de duas horas que se viu livre de Qinwen Zheng (51.ª), por 6-4, 3-6 e 6-1.

A apresentar grandes indícios no regresso ao circuito, Osaka teve como uma das principais armas a pancada de serviço e anotou a vitória no primeiro parcial através de uma quebra rubricada. Mas Zheng não baixou a cabeça e deu uma boa réplica ao recuperar a igualdade com apenas um break. Já o terceiro e derradeiro parcial voltou a pender totalmente para o lado da antiga número um mundial, que a grande ritmo chegou ao desfecho desejado.

A Naomi Osaka, que volta a sorrir dois meses depois de ter disputado em Roland-Garros o anterior encontro, não se espera um desafio nada acessível na próxima ronda do torneio norte-americano: vai enfrentar a jovem estrela Cori Gauff (11.ª), que com 18 anos está à beira de inscrever o nome pela primeira vez no top 10 mundial e que procura igualar o confronto entre ambas (1-2).


Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
2
Share