Nuno Borges é surpreendido em Liberec e adia estreia no top 100 mundial

Uma vitória esta sexta-feira praticamente garantia a estreia no top 100, mas Nuno Borges não conseguiu carimbar o apuramento para as meias-finais do Challenger de Liberec, na República Checa, e adiou a chegada à elite do ranking mundial masculino.

Segundo cabeça de série na localidade checa, o maiato de 25 anos, atual número 106 da tabela classificativa, não teve argumentos para o espanhol Nicolas Alcaraz Varona (269.º) e foi derrotado em duas partidas, por 6-4 e 6-2.

Resolvido em 71 minutos, o encontro foi sempre dominado por Alvarez Varona, que explorou ao máximo o segundo serviço do português (venceu apenas 22% desses pontos) para conquistar cinco pontos de break, dos quais converteu quatro. Do outro lado, Borges só por uma vez conseguiu criar dificuldades ao espanhol, sem no entanto concretizar a oportunidade.

Com a derrota nos quartos de final deste torneio em Liberec, o segundo melhor tenista português da atualidade não poderá celebrar o desejado objetivo de alcançar o top 100 na próxima segunda-feira. Ainda assim, tem novamente garantido um novo máximo de carreira: será, no melhor dos cenários, o 103.º classificado mundial.

Da localidade checa, onde competiu em terra batida depois de três torneios consecutivos em piso rápido, Nuno Borges voltará aos pisos duros para preparar a participação no qualifying do US Open, a partir do dia 23 de agosto, ao qual se seguirá mais um Challenger em piso rápido antes de representar Portugal na eliminatória da Taça Davis com o Brasil, em piso rápido indoor em Viana do Castelo.


Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
2
Share