Kasatkina conquista em San Jose primeiro título em 17 meses e assegura regresso ao top 10

Desde o arranque da temporada passada que Daria Kasatkina (12.ª) não conhecia o sabor de conquistar títulos e pelo meio até contou com duas presenças em finais, mas a russa deixou para trás um período de ‘seca’ e voltou a encontrar-se com a glória no WTA 500 de San Jose. Precisamente no palco onde há um ano tinha tido a última oportunidade de vencer um troféu, alcançou desta feita um desfecho distinto e fez a festa de campeã na Califórnia após aplicar uma remontada por 6-7 (2), 6-1 e 6-2 diante da anfitriã Shelby Rogers (45.ª).

O primeiro parcial do encontro foi discutido ‘taco a taco’ e duas trocas de break levaram a decisão a tie-break, onde a maior eficácia pendeu para o lado da jogadora da casa. Mas Kasatkina estava à beira de mostrar o seu potencial e a partir daí a história foi outra: a russa exibiu-se a alto nível tanto no segundo como no derradeiro set e sem dar hipóteses de relevo a Rogers ligou o turbo para fechar a partida de forma autoritária.

É em San Jose que Daria Kasatkina chega à ‘mão-cheia’ de títulos no WTA Tour e junta a conquista deste fim de semana às registadas em Charleston (2017), Moscovo (2018), São Petersburgo e Melbourne (2021). Com as malas feitas para o WTA 1000 de Toronto, onde encara esta terça-feira a local Bianca Vanessa Andreescu (54.ª) na estreia, a jogadora de 25 anos tem como garantido o regresso ao top 10 mundial e vai fixar-se no nono posto da hierarquia, que simboliza um novo recorde pessoal.


Total
4
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
4
Share