Ruud ‘ameaça’ Alcaraz: “Ganhou-me um par de vezes e quero a desforra”

Casper Ruud foi o primeiro a rubricar o acesso à final do US Open depois de deixar para trás Karen Khachanov por 7-6 (5), 6-2, 5-7 e 6-2 e por breves horas até ocupou provisoriamente a liderança do ranking – até Carlos Alcaraz ocupar a outra lacuna do dia das decisões em Flushing Meadows. ‘The winner takes it all’ e a derradeira batalha deste domingo será alvo de duplos festejos para um dos lados, pois o vencedor não só soma o primeiro troféu da carreira a nível do Grand Slam, mas também sairá de Nova Iorque com o estatuto de novo líder do ranking mundial.

Ainda antes de conhecer o desfecho da outra meia-final, Ruud já fazia a sua aposta em Carlos Alcaraz e desvendou a tática a seguir para poder lutar por um desfecho a seu favor: “Preciso de jogar um ténis muito bom se quiser ganhar ao Carlos, tentando mantê-lo bem atrás da linha de fundo para poder jogar em profundidade. Se ele entrar dentro do court, poderá fazer tudo aquilo que quiser. Ambos jogamos pelo título e pelo número um e por isso haverá nervosismo para ambos os lados. Espero que seja uma grande batalha, ele ganhou-me um par de vezes e quero a desforra.”

Recordado a passada temporada em que celebrou por cinco vezes o título de campeão – mas todas elas a nível ATP 250 -, Ruud admite que o cenário atual está a superar as suas expetativas: “O ano passado foi dececionante para mim nos Grand Slams. Ganhei vários torneios e mantive-me estável, mas nos grandes palcos não pude fazê-lo da maneira que esperava. No início desta temporada, marquei como meta alcançar os quartos de final em algum Grand Slam, considerava algo mais realista.”


Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
2
Share