Nuno Borges, o sétimo português a chegar ao top 100 de singulares do ranking ATP

O dia chegou: a partir desta segunda-feira, 12 de setembro, Nuno Borges é oficialmente um jogador do top 100 mundial de singulares. O maiato de 25 anos tornou-se no sétimo homem português a alcançar tal proeza no circuito ATP.

A chegada de Nuno Borges à elite do ténis mundial já estava confirmada há uma semana, mas só se consumou esta segunda-feira, com a atualização do ranking após o US Open — no qual o número dois nacional furou a fase de qualificação e só perdeu em cinco sets na segunda ronda — a permitir-lhe alcançar o 93.º lugar.

O primeiro tenista português a entrar no top 100 ATP foi Nuno Marques, a 1 de abril de 1991. Depois, seguiram-se Frederico Gil (4 de agosto de 2008), Rui Machado (25 de outubro de 2010), João Sousa (15 de outubro de 2012), Gastão Elias (25 de abril de 2016) e Pedro Sousa (11 de fevereiro de 2019).

Agora, três anos e nove meses depois, há mais um representante nacional a fazer parte deste grupo — e já é o sexto com melhor classificação.

NomeMelhor rankingData melhor rankingEstreia top 100 (ordem)
João Sousa2816 maio 201615 outubro 2012 (4.º)
Gastão Elias5724 outubro 201625 abril 2016 (5.º)
Rui Machado593 outubro 201125 outubro 2010 (3.º)
Frederico Gil6225 abril 20114 agosto 2008 (2.º)
Nuno Marques8625 setembro 19951 abril 1991 (1.º)
Nuno Borges9312 setembro 202212 setembro 2022 (7.º)
Pedro Sousa9918 fevereiro 201911 fevereiro 2019 (6.º)

No circuito feminino, Michelle Larcher de Brito é até hoje a única mulher portuguesa a alcançar o top 100 do ranking WTA: fê-lo a 8 de junho de 2009 e um mês depois alcançou o melhor ranking de carreira (76.ª).


Total
104
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
104
Share