Com Alcaraz no banco, Espanha entra a ganhar nas Davis Cup Finals em Valência

Martin Sidorják

Carlos Alcaraz viajou de Nova Iorque para Valência num jato privado após a conquista do US Open, mas ficou de fora do primeiro dia de Davis Cup Finals para a Espanha e foi do banco que aplaudiu os esforços de Albert Ramos-Vinolas e Roberto Bautista Agut, a segunda linha de luxo que deu ao país da casa uma vitória sobre a Sérvia na primeira jornada da fase de grupos para ambos os países.

O embate, que para além de Alcaraz também não contou com Rafael Nadal e Novak Djokovic (ambos fora dos convocados para esta semana), começou de forma dramática para a equipa da casa: Ramos sentiu muitas dificuldades durante um set e meio e precisou de lutar durante 2h54 para dar a volta a Laslo Djere e conquistar o primeiro ponto para a Espanha, com os parciais de 2-6, 7-6(5) e 7-5.

Depois, o equilíbrio manteve-se e também Bautista Agut sofreu: 7-6(5) e 7-6(5) foi o resultado da vitória selada sobre Miomir Kecmanovic, suficiente para a equipa da casa selar a vitória e passar para a frente no Grupo B, uma vez que ainda triunfou nos pares. Em segundo lugar surge o Canadá, que precisou de sofrer para vencer a Coreia do Sul e é o próximo adversário da Espanha, na sexta-feira.

A 2500km de distância, em Glasgow, a Grã-Bretanha entrou com o pé esquerdo no Grupo D ao perder com os Estados Unidos da América no par decisivo. Andy Murray — a maior estrela da equipa da casa — ficou de fora dos singulares e só foi a jogo no último duelo, que terminou… às 00h58 da madrugada.

Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Total
2
Share