Rafael Nadal recupera segunda posição do ranking após deslize de Casper Ruud em Seul

Rafael Nadal não compete a nível oficial desde que cedeu nos ‘oitavos’ do US Open e não tem ainda qualquer participação programada antes das ATP Finals, em novembro, mas o cenário não o impediu de registar uma nova subida no ranking e protagonizar um feito histórico para o ténis espanhol. A eliminação de Casper Ruud nos quartos de final do ATP 250 de Seul ditaram a queda do norueguês para a terceira posição e consequente subida de ‘El Toro’ para o segundo lugar do pódio. À sua frente? Apenas o compatriota Carlos Alcaraz, líder da hierarquia mundial.

Contando nesta temporada com quatro títulos de campeão – Melbourne, Australian Open, Acapulco e Roland-Garros -, o maiorquino de 36 anos iniciou o ano na sexta posição do ranking e mantinha desde julho um lugar dentro do pódio. Na próxima atualização da tabela, a 3 de outubro, vai voltar a figurar enquanto número dois da classificação, pela primeira vez desde março de 2021. A menos de 1.000 pontos de reconquistar a liderança pela primeira vez desde janeiro de 2020, Rafael Nadal disputa a condição com o atual líder Carlos Alcaraz.

A próxima segunda-feira vai traduzir-se num registo quase inédito neste século: trata-se da segunda ocasião em que os dois primeiros lugares do ranking são ocupados por jogadores da mesma nacionalidade, 22 anos depois de Andre Agassi e Pete Sampras o terem protagonizado. É igualmente um registo histórico para o ténis espanhol, que pode ver as suas duas maiores figuras a terminar o ano na liderança.

Total
30
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Total
30
Share