República Checa desfaz sonho norte-americano e completa alinhamento das ‘meias’ das BJK Cup Finals

GLASGOW — De um lado, as campeão da edição de 2018, do outro, não só as finalistas vencidas nesse ano como também as recordistas da prova. O derradeiro embate da fase de grupos prometia dar espetáculo e as intervenientes não escaparam à promessa: a República Checa e os Estados Unidos da América partilhavam court com o acesso às meias-finais da Billie Jean King Cup Finals no horizonte e o nome da última tripulante a bordo conheceu-se talvez até antes do esperado.

Não ter o estatuto de mais bem cotadas do seu lado não preocupou as checas e a missão frente a duas integrantes do top 20 resolveu-se sem recurso a trabalhos extra. Marketa Vondrousova (99.ª) abriu o certame na Emirates Arena e Katerina Siniakova (47.ª) não só conduziu os esforços no rumo certo, como também assinou o triunfo que voltou a colocar o seu país na família das melhores quatro anos depois.

O checo ouvia-se mais nas bancadas em contraste com a fraca presença do inglês das terras do Tio Sam e também dentro de court a voz das europeias ecoou com mais vigor. A Vondrousova pouco mais de uma hora de encontro bastou para se afirmar perante a finalista vencida do Australian Open, Danielle Collins (14.ª), e os contundentes 6-3 e 6-3 reforçavam as razões para se acreditar no apuramento.

À constância da primeira das nomeadas seguiu-se um maior número de provações no caminho de Katerina Siniakova (47.ª), mas esta agarrou as pedras no caminho para se agigantar diante da jovem estrela Coco Gauff (7.ª) e vestir a pele de heroína nacional. Foi levada ao limite num primeiro set que poderia ter caído para qualquer um dos lados e não desperdiçou a quebra de ritmo da norte-americana para se isolar no segundo e carimbar o passaporte graças a 7-6 (1) e 6-1.

Não há espaço para mais nomes na próxima fase e o alinhamento das meias-finais da segunda edição da reformulada prova de seleções está traçado. Enquanto a República Checa parte em busca de um eventual 12.º título que reforce a segunda posição na grelha de campeãs perante a Suíça, a Austrália partilha a outra meia-final com a Grã-Bretanha, equipa da casa.

Total
12
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Total
12
Share