Ruud contorna Rublev com masterclass e alcança inédita final em Turim

Com duas finais do Grand Slam alcançadas em 2022 no currículo, Casper Ruud (4.º) viveu este sábado mais uma página dourada na temporada e inscreveu o nome no duelo da grande decisão do ATP Finals. O jovem norueguês – que na edição passada da prova havia atingido as meias-finais – traçou uma exibição próxima da perfeição frente a Andrey Rublev (7.º) e ao fim de pouco mais de uma hora juntou-se a Novak Djokovic (8.º) no derradeiro embate da semana em Turim.

Irrepreensível do primeiro ao último ponto, Ruud manteve sempre a performance nos níveis mais altos e não permitiu que Rublev entrasse na disputa da partida. Com duas quebras aplicadas o jogador de Oslo rapidamente se apoderou do primeiro parcial, e com outros tantos breaks no segundo – onde o moscovita ainda conseguiu reduzir o fosso – assinou a vitória contundente por 6-2 e 6-4.

O primeiro nome confirmado para o elenco da próxima edição do Millennium Estoril Open alcança em Turim a 15.ª final da carreira – todas elas disputadas nos últimos três anos – ao mais alto nível e está a um passo de conquistar a maior proeza, após nove títulos de categoria ATP 250. Já Andrey Rublev, que na edição transata havia ficado pela fase de grupos, melhora o registo em relação ao da estreia mas adia o sonho de alcançar o último dia do ATP Finals.

Casper Ruud vai medir forças com o sérvio Novak Djokovic na tarde deste domingo mas a estatística não pende a seu favor frente àquele que procura igualar o registo recordista da competição, com seis títulos de vencedor. O nórdico nunca conseguiu derrotar o campeoníssimo de Belgrado – com quem cedeu em duas meias-finais do Masters 1000 de Roma (2020 e 2022) e precisamente na Round Robin do ATP Finals, em 2021.

Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Total
2
Share