Pedro Sousa prolonga série invicta no Maia Open e marca encontro com Nuno Borges

MAIA — Dois anos depois de ter erguido pela última vez um troféu de campeão, Pedro Sousa (atual 528.º classificado no ranking ATP) regressou, esta quarta-feira, com uma vitória ao palco dessa conquista, o Maia Open, e marcou encontro com o compatriota Nuno Borges na segunda ronda do quadro principal de singulares.

A jogar o torneio com ranking protegido, o lisboeta de 34 anos levou a melhor sobre o ucraniano Oleksii Krutykh (190.º), 12 anos mais novo, recém-campeão do Challenger de Valência, por 6-4 e 6-4 no último encontro da primeira ronda.

O duelo desta quarta-feira foi o primeiro de Pedro Sousa no Maia Open desde a conquista de 6 de dezembro de 2020, pelo que esta se tratou da sexta vitória consecutiva neste torneio do ATP Challenger Tour.

A disputar apenas o 27.º encontro da temporada, o português só precisou de 1h15 para vencer um encontro que até poderia ter sido resolvido mais cedo, tal foi a facilidade com que construiu a vantagem na segunda partida, com o braço cada vez mais “solto” e a descontração que o caracteriza.

Como “recompensa”, o ex-número 99 mundial terá um encontro frente àquele que é nada mais, nada menos do que o cabeça de cartaz do torneio: o maiato Nuno Borges, atual 93.º classificado no ranking que também sabe o que é jogar a final neste palco (foi finalista do Maia Open II em 2021).

Esta será a terceira ocasião só em 2022 que os dois portugueses estarão frente a frente. Nuno Borges levou a melhor em ambas: por 4-6, 7-5 e 6-3 no Oeiras Open 2 e por 6-3 e 7-6(7) no Challenger de Bórdeus.

Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Total
2
Share