Revalidações e estreias entre os campeões do Masters Veteranos Peugeot

A quinta edição do Masters Veteranos Peugeot terminou este domingo, dia em que foram coroados os 15 campeões do torneio que a Federação Portuguesa de Ténis e a Peugeot organizaram no Complexo de Ténis do Jamor, em Oeiras, onde estiveram reunidos os melhores jogadores da temporada de 2022 nos escalões de +35 a +70.

No escalão de +35, Patrícia Couto (Clube de Ténis de Paços de Brandão) e José Ricardo Nunes (Centro de Ténis de Faro) revalidaram os títulos conquistados há um ano, no mesmo palco. Na prova feminina, Couto derrotou Isabel Chorão (Clube de Ténis de Gaia) por 6-2 e 6-1 na final, que foi uma desforra do encontro que inaugurou a fase de grupos na sexta-feira; já Nunes, defendeu o título com um triunfo por 6-3 e 6-2 contra Gonçalo Pereira (Clube Escola de Ténis de Oeiras), que não tinha chegado a defrontar na fase de grupos.

Em +40, a finalista do último ano, Isabel Ferro sagrou-se campeã ao levar a melhor sobre Inês Carvalho por 6-2 e 6-2 numa final entre duas jogadoras do Lisboa Racket Centre. O título masculino foi entregue no super tie-break decisivo, com Matthieu Garcia (Club Sportivo Nun’Alvares) a reerguer o troféu após vencer Mauri Brito Gomez (da Associação Escola de Ténis Mauri Gomez) por 6-0, 6-7(4) e 10-5.

O torneio de +45 foi ganho nas senhoras novamente por Dominika Gorecka, da Beloura Tennis Academy, que superou Magda Leal (Clube de Ténis do Porto) em duas partidas, por 6-0 e 6-2, para repetir a vitória de. Nos homens, Luís Sousa Pinto (Lawn Tennis Club da Foz) impôs-se por 6-4 e 6-1 a Marcos Santos (Clube Nacional de Ginástica), que também perdeu a final anterior.

O título feminino do escalão de +50 sorriu a Susana Marques. A jogadora do Club Internacional de Foot-Ball venceu por 7-5 e 6-3 a campeã anterior, Célia Sá (CT Paços de Brandão), por 7-5 e 6-3. Na final masculina, repetição do desfecho de há um ano, mas desta vez com Frederico Fauvelet (Clube de Ténis de Viana) a vencer por desistência de Nuno Delfino (Clube de Ténis do Porto) logo após o terceiro jogo do parcial inaugural.

Em +55, Isabel Pinto (The Campus) venceu Maria Conceição Vinha (Clube de Ténis de Coimbra) pelos parciais de 6-2 e 6-1 e voltou a sagrar-se campeã, enquanto Paulo Travassos (Clube de Ténis do Estoril), finalista há um ano, sorriu por último ao dar a volta a Vasco Graça (Clube Nacional de Ginástica) para vencer por 4-6, 7-6(3) e 10-6.

As provas de +60 foram ganhas por Ann Fernandes (Clube Escola de Ténis de Leiria) e Jorge Almeida (Beloura Tennis Academy). Fernandes derrotou Maria Ferreira (CIF) por 6-2, 3-6 e 10-6 e Jorge Almeida foi consagrado campeão novamente após vencer Joaquim Costa por 3-6, 6-2 e 10-4.

No escalão de +65, nova vitória para Isabel Cunha d’Eça, representante do Clube de Ténis do Estoril que derrotou Margarida Araújo (CIF) por 6-3 e 6-1. Nos homens, Kent Johansson (Clube de Ténis de Lagos) afastou o campeão em título, Vítor Pereira (Clube de Ténis do Porto), e ficou com o mais desejado dos troféus.

Em +70 só houve competição masculina, com Eduardo Almeida (Clube de Ténis do Porto) a passar por José Ralheta (CIF) com os parciais de 6-1 e 6-0 para conquistar o título.

O Masters Veteranos Peugeot aconteceu pela quinta vez no Complexo de Ténis do Jamor, em Oeiras, onde ao longo dos últimos três dias marcaram presença 59 jogadores que lutaram por 15 títulos em oito escalões.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Total
0
Share