Lena Couto e Tiago Silva reservam lugar nos quartos de final em Portimão

Depois de Maria Garcia e Sofia Pinto, mais dois tenistas portugueses confirmaram esta quinta-feira o apuramento para os quartos de final do Portimão Junior Open ITF U18. Lena Couto juntou-se às compatriotas e aumentou o número de tenistas lusas nos quartos de final para três, ao passo que Tiago Silva foi o único tenista “da casa” na prova masculina a seguir em frente no dia de hoje.

Num duelo com a luso-iraniana Sana Garakani, sétima favorita ao título no Algarve, Lena Couto saiu por cima num embate muito equilibrado, mas ainda assim resolvido em dois sets. A 11.ª cabeça de série venceu por 6-3 e 7-6[7] e vai defrontar a espanhola Irene Fuster Hidalgo na próxima ronda.

No quadro masculino, Tiago Silva rubricou esta quinta-feira uma grande vitória. O tenista luso, 15.º cabeça de série, surpreendeu o espanhol Julian Alonso, terceiro favorito ao título, com os parciais de 7-5 e 6-1. O jovem português vai agora defrontar o suíço Florent Limani, nono cabeça de série.

Também esta quinta-feira foi dia de competição para Mariana Campino, a primeira cabeça de série no quadro feminino. A tenista portuguesa parecia bem encaminhada para garantir o acesso aos quartos de final, mas sofreu uma reviravolta e acabou derrotada pela espanhola Blanca Picó Navarro, com parciais de 4-6, 6-2 e 7-6[5]. Campino acabou por ser mais feliz nos pares, onde garantiu o acesso às meias-finais, ao lado da búlgara Yoana Dudova, com um triunfo por 7-6[4] e 6-4 sobre Constança Azinhaga e Pauline Lerminiaux.

Ainda nos pares femininos, Lena Couto acabou por não conseguir seguir para as meias-finais. Ao lado de Valeria Avdeeva, a tenista lusa foi derrotada pelas dinamarquesas Sara Borkop e Cecilie Agerbek Fridthjof por 6-3 e 7-5.

Por outro lado, nos pares masculinos há duas duplas portuguesas apuradas para o top 4 da competição. Nuno Pinheiro e Tiago Silva — os dois tenistas lusos que ainda estão em prova também nos singulares — venceram Mashari Nawaf e Alaa Trifi por 6-0 e 7-6[3], ao passo que Tiago Boschmans e Daniel Marincas superaram Filip Avdeev e Charlie Robertson por 5-7, 6-1 e 10-7 para manterem viva a esperança de uma final totalmente lusa. Menor sorte tiveram Filipe Grebentsov e Filipe Krohn da Silva, que cederam por 7-6[4] e 7-6[5] para os principais favoritos ao título, Adrien Berrut e Florent Limani.


Total
22
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
22
Share