Saltos para a história: Cabral e Borges estreiam-se no top 100 mundial de pares

Francisco Cabral e Nuno Borges fizeram história ao conquistarem o torneio de pares do Millennium Estoril Open e a semana perfeita no Clube de Ténis do Estoril teve um reflexo também histórico no ranking, uma vez que a partir desta segunda-feira quer o portuense, quer o maiato passam a figurar entre os 100 melhores do mundo na variante.

A jogar pela primeira vez em torneios do circuito ATP, Cabral — que já era o número um nacional de pares — já tinha assegurado a entrada na elite do circuito mundial com o apuramento para as meias-finais, mas a conquista do título garantiu uma entrada ainda mais impressionante: o portuense de 25 anos subiu 26 posições, até 80.º classificado.

Borges, que já tinha competido a este nível em singulares mas não em pares, garantiu a estreia no top 100 mundial com a conquista do título — esta segunda-feira, o maiato (também de 25 anos) subiu 28 degraus até ao 99.º lugar.

Aos dois seguem-se Gonçalo Oliveira (125.º com ganho de uma posição), João Sousa (185.º após subir sete lugares) e Gonçalo Falcão (398.º, desceu três), que fecham o top 400.

Com as subidas desta segunda-feira, Francisco Cabral e Nuno Borges tornaram-se, respetivamente, no oitavo e nono tenistas portugueses a chegar ao top 100 mundial de pares, depois de João Cunha e Silva (72.º), Nuno Marques (58.º), Emanuel Couto (95.º), Leonardo Tavares (95.º), Bernardo Mota (96.º), João Sousa (26.º) e Gonçalo Oliveira (77.º).


Total
4
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
4
Share