Nadal não fecha as portas a Wimbledon: “Vou jogar se o meu corpo o permitir”

Rafael Nadal fechou mais uma semana história – a 14.ª da carreira – em Roland-Garros com o troféu de campeão nas mãos e alcançou o 22.º título do Grand Slam depois de já em janeiro ter feito uma passagem imaculada pelo Australian Open. Com a crónica lesão no pé esquerdo a ser uma constante, o maiorquino de 36 anos mantém Wimbledon dentro da equação e não corroborou os rumores que o colocavam de fora do All England Club.

“Vou estar em Wimbledon se o meu corpo estiver pronto para isso. Wimbledon não é um torneio que eu queira falhar, penso que ninguém o queira. Eu amo Wimbledon, tenho grandes memórias lá e espero estar sempre pronto para jogar este torneio”, afirmou Nadal na conferência de imprensa que se seguiu aos festejos do título no Court Philippe-Chatrier.

Contudo, garante que apenas o corpo poderá ditar a sua decisão: “Se me perguntam se estarei em Wimbledon, não posso dar uma resposta clara. Claro que sonho em ganhar o torneio, mas vamos ver como corre a recuperação. Nem quero falar da quantidade de injeções que recebi, mas antes de cada encontro recebi sempre algumas.”

Por duas vezes campeão do Major britânico, Rafael Nadal sublinha que mantém a esperança embora planeie competir sem recurso a injeções: Wimbledon sempre será uma prioridade, mas não quero jogar com injeções de anestesia. Não quero voltar a sentir-me naquela posição, não é algo que eu queira seguir. Vamos ver, sou uma pessoa positiva e espero sempre que tudo corra da melhor forma. Vou-me manter confiante.”


Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
2
Share