ATP estende três Masters 1000 e Millennium Estoril Open abre época de terra batida em 2023

Américo Simas/Millennium Estoril Open

O Millennium Estoril Open vai abrir a temporada de terra batida de 2023, ano que marca uma restruturação do circuito masculino. O anúncio foi feito esta quinta-feira quer pela ATP, quer pela organização do maior torneio de ténis organizado em Portugal, que assim arranca a 1 de abril.

À semelhança do que já acontecia com os ATP Masters 1000 de Indian Wells e Miami, nos EUA, também os torneios de Madrid, Roma e Xangai vão passar de eventos de oito dias a eventos de 12 dias, com os quadros a aumentarem de 56 para 96 jogadores.

Estas mudanças acontecerão já em 2023, mas para 2025 o circuito masculino tem previsto fazer o mesmo com os Masters 1000 do Canadá (que alterna anualmente entre Montreal e Toronto) e Cincinnati. Paris e Monte Carlo, as restantes provas desta categoria, ainda não estão incluídas na reforma, mas Andrea Gaudenzzi, o responsável máximo pelo circuito, explicou ao New York Times que o plano passa não só pela mesma restruturação, como pela combinação com provas femininas.

Para o Millennium Estoril Open, o prolongamento dos torneios de Madrid e Roma significou uma alteração na data: o ATP 250 português acontecerá na semana de 1 de abril de 2023, que será a primeira do circuito em terra batida, e apesar de partilhar a vaga com os eventos de Houston e Marraquexe, destaca-se por ser o primeiro torneio do ano em terra batida no continente europeu, onde depois se desenrola toda a ação ao mais alto nível.


Total
20
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
20
Share