Nuno Borges vence com reviravolta e apura-se para a última ronda do qualifying de Wimbledon

Nuno Borges (122.º do ranking ATP) esteve entre a espada e a parede, mas conseguiu registar a segunda vitória da semana e apurou-se para a terceira e última ronda do qualifying de Wimbledon.

Esta quarta-feira, o número dois nacional recuperou da desvantagem de um set e um break para derrotar o japonês Hiroki Moriya (247.º) em três partidas, parciais de 4-6, 6-4 e 6-3.

Tal como no encontro da primeira ronda, também neste Nuno Borges teve de resistir a várias quebras de serviço (11 no total, cinco delas favoráveis ao adversário) e ser paciente para dar a volta ao nipónico, que chegou a liderar por 6-4 e 4-2.

Superior nas trocas de bolas mais longas, o maiato elevou a percentagem de pontos ganhos com o primeiro serviço da segunda para a terceira partida para desenhar a reviravolta, mas ainda sofreu um susto ao ceder o break de vantagem já na reta final, até que voltou a fazer mossa no “saque” de Moriya para carimbar a vitória.

Um mês depois de se ter estreado em torneios do Grand Slam com três vitórias na fase de qualificação de Roland-Garros, Nuno Borges está a um passo de fazer o mesmo em Wimbledon. Para isso, terá de “vingar” a derrota de Gastão Elias e superar o australiano Max Purcell (156.º do ranking de singulares e vice-campeão de pares do Australian Open), que esta quarta-feira derrotou o jogador da Lourinhã pelos parciais de 6-4 e 7-6(4).


Total
24
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
24
Share