Seleção feminina +35 fica à porta da final do Mundial de Veteranos

Francisco Melim/Federação Portuguesa de Ténis

OEIRAS – Depois da equipa masculina, também a seleção nacional feminina de +35 não conseguiu alcançar um lugar na grande final do Campeonato do Mundo de Veteranos. A toda-poderosa Alemanha venceu os dois singulares e irá lutar com a Itália pelo título mundial no escalão.

Rita Freitas foi a primeira portuguesa a ir a jogo na meia-final e após um duelo com extremo desgaste físico e emocional cedeu perante Natali Gumbrecht por 6-4, 2-6 e 6-2. A germânica, com ténis com imensas moon balls, muita paciência e um jogo defensivo apurado, acabou por quebrar a portuguesa, que estava a fazer um Campeonato do Mundo de excelência, sem qualquer set cedido até então.

Seguidamente a um segundo parcial mais calmo e agressivo de Rita Freitas, o início do set decisivo acabou por pesar nas contas do embate. No segundo jogo, a jogadora lusa precisou de receber assistência quando ia enfrentar um break point, foi quebrada logo no reatar e nunca mais conseguiu a recuperação.

A derrota no primeiro singular acabou por ser fulcral, visto que Frederica Piedade estava limitada na perna direita e não foi capaz de dar oposição, no segundo duelo, à favorita Steffi Bachofer, uma das melhores jogadoras do mundo no escalão e múltipla campeã do mundo. A antiga 142.ª da hierarquia WTA foi forçada a desistir quando perdia por 6-0 e 1-0.

Com a derrota frente à Alemanha, Portugal vai agora defrontar a seleção da Argentina. Já com a medalha de bronze assegurada – entregue às duas equipas eliminadas nas meias-finais -, a equipa nacional de +35 feminina vai tentar um terceiro lugar na Suzanne Lenglen Cup.


Total
72
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
72
Share