Campeão em 2019, Domingues está “em condições perfeitas” num “torneio especial”

Sara Falcão/FPT

BRAGA – Três anos depois do título mais importante da carreira, João Domingues voltou a vencer no Court Central do Clube de Ténis de Braga e inaugurou os triunfos portugueses na quarta edição do Braga Open. Livre dos fantasmas físicos que o têm atormentado nos últimos anos, o oliveirense quase bracarense teve de esquecer um primeiro parcial ao alcance da sua raqueta e derrotar Vit Kopriva, um dos cabeças de série da prova.

“Perdi muito mal o primeiro set, mas consegui voltar ao jogo mentalmente e focar no que tinha a fazer. Mesmo no segundo set podia ter fechado muito mais cedo, já no terceiro foi mais tranquilo e acabei por cima do encontro taticamente e a jogar melhor”, analisou o português de 28 anos, que levantou no Braga Open o segundo dos três títulos Challenger da sua vitrine.

“Este é um torneio especial para mim. A cidade de Braga deu-me muito profissionalmente e dá-me muito pessoalmente. Metade do tempo que estou em Portugal passo-o em Braga, porque a minha namorada é de cá. Tenho muito carinho por esta cidade e estou extremamente contente por ter dado a volta e conseguir ganhar esta primeira ronda num torneio muito especial para a minha carreira”, contou em conferência de imprensa posterior ao triunfo.

Motivado e livre de problemas físicos, Domingues garantiu estar “em condições perfeitas para jogar” e deixou um alerta: “A partir do momento em que me sinto bem fisicamente sou um jogador bastante perigoso em qualquer torneio“.


Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
2
Share