Carlos Taberner regressa à boa forma no Braga Open

Sara Falcão/FPT

BRAGA – Para além de Jelle Sels, esta quarta-feira Carlos Taberner, Javier Barranco Cosano, Timofey Skatov e Nicolas Moreno de Alboran também garantiram o acesso aos quartos de final do Braga Open. Para Taberner (121.º do ranking ATP), segundo cabeça de série da prova, esta é a primeira vez desde o Millennium Estoril Open, no final de Abril, que alcança dois triunfos no mesmo torneio.

O espanhol continua a obter bons resultados com os ares de Portugal, isto depois de ter sido finalista do Maia Open em 2020. Para regressar aos quartos de final de um torneio, Taberner obteve uma vitória bem mais acessível do que na estreia frente a Gastão Elias, onde precisou de quase três horas. Desta vez, o valenciano – que este ano chegou a ocupar o 85.º posto da hierarquia e a levantar um troféu no ATP Challenger Tour – superou o compatriota Nikolas Sanchez Izquierdo (238.º e semifinalista desta competição há um ano) por 6-2 e 6-4, apenas tremendo um pouco na fase terminal do embate, depois de não ter dado hipóteses até então.

Nos quartos de final, Carlos Taberner vai medir forças com Timofey Skatov (242.º), parceiro de pares esta semana em Braga (vão jogar quartos de final na variante contra Fábio Coelho e Jaime Faria). Skatov – semifinalista do Oeiras Open 4 na temporada passada – foi implacável e bateu Manuel Guinard (quinto cabeça de série e 152.º do ranking) por 6-1 e 6-0, aproveitando também as limitações do francês no pescoço.

O outro encaixe na antepenúltima fase da prova vai opor dois qualifiers numa recente onda de bons resultados, depois de ambos também terem superado adversários gauleses. O espanhol Javier Barranco Cosano (341.º), carrasco de Gonçalo Falcão na fase preliminar, fez valer a sua consistência frente a Benoit Paire (168.º, antigo 18.º) e adaptou-se melhor ao forte calor para seguir em frente, acabando por ver o carismático opositor desistir a 7-5, 4-0.

Barranco Cosano terá agora pela frente Nicolas Moreno de Alboran (308.º). O norte-americano, que venceu Fábio Coelho no qualifying, ultrapassou o favorito Alexandre Muller (149.º e quarto pré-designado) no duelo que encerrou o Court Central com os parciais de 4-6, 6-3 e 6-4, invertendo uma desvantagem de set e break e anulando vários break points pelo caminho.


Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
2
Share