Djokovic e Medvedev prolongam ‘passeio’ rumo aos ‘quartos’ em Astana

À semelhança dos respetivos embates de estreia em solo cazaque, tanto Novak Djokovic como Daniil Medvedev voltaram a apresentar exibições muito convincentes e avançaram esta quinta-feira para o lote de quarto-finalistas do ATP 500 de Astana. Num nível masterclass, os dois ex-líderes do ranking não se desviaram do caminho para travarem Botic van de Zandschulp e Emil Ruusuvuori, respetivamente.

Tendo apenas perdido dois jogos na estreia no Cazaquistão, Djokovic voltou a estar muito próximo de repetir o feito frente a Zandschulp. Um primeiro parcial mais tremido acabou por pender para o seu lado e o que restou da partida foi de sentido único: ao cabo de 71 minutos, o jogador de Belgrado celebrou por 6-3 e 6-1 para agora preparar o sétimo confronto da carreira com o russo Karen Khachanov, cujo único desaire entre ambos se traduziu na maior conquista do moscovita – o título do Masters 1000 de Paris, em 2018.

Depois de ter anotado uma categórica vitória na ronda de abertura diante de Albert Ramos-Vinolas, Medvedev repetiu a dose perante Ruusuvuori e foi sem demoras que alcançou o mesmo desfecho. Duas quebras aplicadas no primeiro set e três no segundo (onde pelo meio sofreu um break), conduziram o moscovita a uma folgada vitória por 6-3 e 6-2. Mas não se avizinha um oponente de boas memórias para o segundo cabeça de série do evento: tem duelo marcado com o espanhol Roberto Bautista-Agut, a quem apenas venceu por uma ocasião em cinco anteriores confrontos entre ambos.

Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Total
2
Share