Fritz aborda tópico do momento: “Existem lesões sérias, mas às vezes as pessoas exageram”

Taylor Fritz (9.º) sofreu uma derrota prematura na segunda ronda do Australian Open, mas o adeus não o impediu de se manter a par das principais polémicas do torneio. Com a preocupação de não apontar qualquer alvo em particular, o norte-americano acredita que as palavras nem sempre expressam a verdadeira magnitude das lesões.

“80% dos jogadores estão sempre a lidar com alguma coisa (níveis de severidade diferem), mas nem sempre se é honesto e os media só se foca sempre nos jogadores de topo porque isso será mais atenção”, aponta Fritz, numa discussão que se iniciou depois de Novak Djokovic ter lamentado que as suas mazelas físicas sejam sempre questionadas.

Todavia, o californiano está seguro de que ninguém simule problemas físicos – apenas existem aqueles que conseguem jogar com as lesões a seu favor: “Alguns jogadores falam mais sobre lesões do que outros, mas não acredito que alguém invente lesões. Só penso que de vez em quando alguns se focam mais nisso para lhes tirar pressão, ajudando-os a jogar melhor (e está tudo bem, porque funciona).”

E não vê mal algum na estratégia que acredita ser usada por vários jogadores do circuito, ainda que não duvide de algum exagero: “Não penso que isso seja feito de forma antidesportiva e antes que defendam alguns jogadores, não me estou a referir em ninguém em particular. Tudo isto é apenas aquilo que reflito enquanto jogador. Às vezes existem lesões sérias, mas às vezes as pessoas exageram.”

Total
28
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Total
28
Share