“Não sei o que é que vai acontecer no futuro, mas vou continuar a lutar”, garante Nadal

Rafael Nadal não sabe o que o futuro lhe reserva, mas quer continuar a tentar. Com a Taça dos Mosqueteiros nas mãos pela 14.ª vez na carreira, após derrotar o norueguês Casper Ruud na final de Roland-Garros, o tenista espanhol de 36 anos só fez uma promessa no discurso de campeão: vai tentar encontrar a solução que lhe permita competir com menos dores.

“Não sei o que é que vai acontecer no futuro, mas vou continuar a lutar”, foi assim que o maiorquino de 36 anos encerrou o discurso deste domingo, em relação ao qual havia dúvidas se podia ser o último da carreira em Paris devido aos problemas crónicos no pé esquerdo que durante a quinzena foi descrevendo como “cada vez mais incómodos”.

A cerimónia não contou com uma despedida, mas nas várias entrevistas em court que se seguiram à exibição do troféu Nadal repetiu a mensagem dos últimos dias quando questionado se voltará a Paris: “Não sei… Adorava voltar, mas ao mesmo tempo preciso de encontrar uma solução, porque não consigo continuar a fazer o que tenho feito”, explicou à NBC.

Já ao Eurosport, o recordista de títulos em Roland-Garros acrescentou que este domingo jogou “sem dores” porque “recebi uma injeção no nervo antes da final que basicamente fez com que o pé estivesse adormecido, por isso é que fui capaz de jogar“.


Total
106
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
106
Share